sexta-feira, 13 de novembro de 2009

"O Morcego" e "O Esquilo"

Olás, pessoas. Saudades? XD

Traduzi dois poemas pra uma disciplina e gostei tanto deles que resolvi postar aqui. :]
O autor se chama Ogden Nash. Os poemas são "The Bat" e "The Chipmunk".
Espero que gostem. ^^


O Morcego

Eu? Eu até gosto do morcego.
Não é um rato que não dá sossego,
Mesmo despenado pode voar,
Mas ninguém escuta quando quer cantar.
Passeia pelo céu quando já estou na cama,
Nunca atacando o cabelo de uma dama.
Por isso os maridos os defendem,
As esposas não acreditam, só tremem.


O Esquilo

Todo mundo sabe da minha timidez,
Mas o esquilo, coitado, é tímido vezes dez.
Corre pra lá e pra cá numa indecisão,
Como aquelas listras chatas da televisão.
Ele é a sombra de uma nuvem peralta.
Ou seria Emily Dickinson lida em voz alta?

8 comentários:

Luly disse...

ah, graciiinha! *_*

orgulho do tio Alvaro! ^^

=P

zoeira. they're great!

Livia disse...

não creio que vc tem blog?!?

gente, não sei pq ainda me choco com essas coisas...

Milláa ;) disse...

curti (y)

Pedro Freire disse...

tradução para a aula do Álvaro é o cacete!!! Voc~e é foda meu filho. Pode publicar.

^^

Anônimo disse...

Serio que voce traduziu "chipmunk" por "esquilo"?

Anônimo disse...

Caio's here:

Sim. Traduzi 'chipmunk' por 'esquilo'. 'Tâmia' (o equivalente mais próximo em português) não teria a mesma carga que 'esquilo'. A visão infantil e inocente foi transportada para o português.
E ainda por brincadeira, fiz um poema sobre a 'tâmia'. Rimando com 'infâmia'.
Alguma dúvida?

Caio Bonatti disse...

Aliás, se te incomoda tanto, não vá ver Alvin e os esquilos. No original é Alvin and the Chipmunks.

Luly disse...

nossa, vc MOEU!!

adorei!!!! ^^