sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Il rondò dei cavallini

I cavallini correndo
Noi, cavalonni mangiando...
Tua bellezza, Smeralda,
Mia sanità mi va lasciando.

I cavallini correndo
Noi, cavalonni mangiando...
Sole così chiaro lì fuori
E mi'anima - annottando!

I cavallini correndo
Noi, cavalonni mangiando...
Alfonso Reyes partendo,
E tante persone restando...

I cavallini correndo
Noi, cavalonni mangiando...
L'Italia parlando molto,
E l'Europa si scoraggiando...

I cavallini correndo
Noi, cavalonni mangiando...
Il Brasile negoziando
Va'! La poesia morrrendo...
Sole così chiaro lì fuori
Sole così chiaro Smeralda,
E mi'anima - annottando!


-------------------------------------------------


Eu, o Pedro, a Eunice e a Andreita formamos um grupo que traduziu essa poesia de Manuel Bandeira para nossa aula de Teoria da Literatura.
Caso queira ver a poesia original, aqui está o link.
Traduzir pro italiano foi bem legal, achei que ia ser mais tranqüilo, mas poesia nunca é simples de se traduzir... XD
Comentem sobre o resultado. =D

5 comentários:

Luly disse...

Ma che bella!

Me piace tantissimo!

^^

Caio A. T. Bonatti disse...

Ma dai, sono io che fetti ^^...

Que bom que vc gostou Lou... =D
Ah, vc viu? Coloquei os selinhos =P

Caio A. T. Bonatti disse...

Por que usei o passato remoto?
"fetti"...
uhauahuahauhauha
Devia ter usado o passato prossimo, mais informal...

Tô brincando, usei o remoto pra mostrar que eu lembro a conjugação e aproveitar e postar mais um comentário.. =P

Sam Pereira disse...

Precisei da ajuda do meu amigo (que também fala italiano) para compreender o poema.
Lindo, por sinal.

Ótimo trabalho o de vocês!

Beijos

Luly disse...

vc nem é metido, né, sorello noioso... ahuahauhaua