terça-feira, 21 de outubro de 2008

Post Décimo Terceiro

Hello again... ^^
Então, como a votação terminou empatada, levei em conta a ordem dos comentários. Como a Louise foi a primeira a comentar, o pedido dela foi atendido. Um conto foi postado.

E vamos embora com esse post porque ainda tenho que atualizar o Roses and Gentlemen. XD

Tópico Primeiro - Jessica Alba
(Sempre achei chique esse negócio de "capítulo primeiro", "tópico segundo" =D)

Maldita Sorte (Good Luck Chuck)

Vi esse filme semana passada, duas vezes! Uma sozinho (rindo muito) e outra com meus pais (que resolveram assistir porque eu tava rindo muito... u.u).
Comediazinha simples, legal, apelativa em alguns momentos (ôe, mah quem queh dinhêro?) e o melhor: a Jessica Alba... s2
Ela tá muuuuuito bonitinha (em algumas partes, não todas, na maioria ^^). O que é aquela carinha que ela faz no carro, quando volta para o estacionamento e recusa pela segunda vez o convite para jantar? (/spoiler XD)
Só uma coisa me aborreceu... Eu vi o filme com legendas em português de Portugal... XD
Não sei se ria ou chorava quando aparecia a Jessica gritando uma interjeição qualquer de raiva e eu lia "Raios!", ou quando aparecia um "gajo"... =D
Enfim... Assistam. ^^

Tópico Segundo - Pingüins
É... tá mais pra um "Tópico Primeiro e meio", mas como esse blog é baseado nas conexões ilógikas que eu faço... ¬¬
No filme Maldita Sorte (Acho que já li em algum lugar sobre esse filme...) tem umas coisinhas sobre pingüins (com trema porque o Novo Acordo Ortográfico ainda não tá valendo =P).
Sobre como os passarinhos austrais são monogâmicos, com rituais bonitinhos de união e tal.
Então lembrei de uns desenhos de um tal de Flávio Wetten que tenho no PC, passados por uma amiga minha.
Ilustrando:

A vida das pessoas em geral:

Minha vida:

Tópico Terceiro - Money, baby!
Um documentário muito bom que vale a pena assistir, mesmo que você não acredite em conspirações
Eu assisti o primeiro Zeitgeist depois de ler uma coluna do Sr. Marcelo Del Debbio (Sr. porque ele é foda XD) chamada Teoria da Conspiração no blog Sedentário & Hiperativo.
Pulando comentários sobre o documentário e elogios ao Tio Del Debbio, andemos ao que interessa: Um novo Zeitgeist foi lançado.
Zeitgeist Addendum.
Conheci este através da mesma coluna Teoria da Conspiração. Abaixo o link para o blog do Del Debbio onde estão postados os links (via youtube) para quem quiser assistir.
Strongly Recommended!

Link

Tópico Quarto - Beta Male Fairytales
Adoro o nome desse álbum ^^
Sabia que já tinha ouvido uma música deles... ^^
Deles quem?
Da banda inglesa Ben's Brother, oras! Não confunda com Jonas Brothers ¬¬
Se não me engano, vi eles como banda recomendada no site Nerds Somos Nozes.
Ah, e a música que ouvi deles foi Let Me Out, tocada (infelizmente) numa novela, nem sei qual, acho que aquela em que o Antônio Fagundes tava com um bigodão... Duas Caras!
Então... como a música, na novela, foi executada zilhões de vezes só no refrão eu nem tinha me tocado que a música era boa. Depois que baixei...uhum.... adqüiri as músicas através de meio legal e seguro, vi que os caras são bons sim.
Sem falar no nome do álbum: Beta Male Fairytales
Adorei!!!! E pra quem não entendeu porque: Estude inglês... ^^
Sou tradutor, quem quiser saber, é só pagar....
uahuahuahauha....sou mercenário.....
Dicas de faixas: I Am Who I Am; Beauty Queen; Let Me Out.

Tópico Finish Him! Flawless Victory.
Por hoje é só...
Só nada! Ainda tem a atualização do R&G!!! Corre pra lá para acompanhar!
E espero que os visitantes de lá comentem aqui também...
Tô me sentindo tão sozinho nesse blog...
Não tenho namorada...
Huaahuauauaauaua
A Louise vai me espancar... XD
Bye, people!

20.9.20.21.12.15

Era noite, mas cheirava à manhã. Uma daquelas que lembramos, mas não aproveitamos. Miguel tinha saído havia muito tempo e não percebera que sua casa essa hora não era nada além de fuligem.
O recém-nômade estava procurando sua única razão de vida, aquilo que mantinha o nó frouxo, o conhecimento. Conhecimento que se materializava na forma de um velho e inútil marinheiro aparentando ter nascido 585 luas atrás, mas sem dúvida, ele já estava sob a regência desse mundo antes disso. Não tinha nome, ou pelo menos Miguel não o conhecia, e o chamava pela única palavra parecida com um nome que aquela boca já proferira: Oneiros. Provavelmente era grego, mas um nome era o que menos interessava à mente ávida de Miguel, Oneiros provinha idéias e isto bastava.
- Oneiros! Estava procurando-o.
- E já me encontrou.
Começaram a andar entre a cidade, que se tornava cada vez mais escura.
- Você tem que me ajudar, não durmo sabendo que não sei. Metáforas invadem cada pensamento que tenho e levam embora a paz que reinava em mim.
- Metáforas? Metáforas são só expressões da timidez da alma humana.
- É uma análise um tanto fria.
- Não tanto quanto o vosso coração ou o de qualquer outro bastardo dos anjos.
- Você é realmente contra a compaixão e o amor...
- Há! E o que é o amor? Nada além de uma palavra, uma aberração criada num lampejo de Mary Shelley, um mísero vocábulo que ganhou vida e agora nos corrói por sua ausência.
- Então o amor não existe?
- Não como o conhece. Seu inimigo o deturpa.
- E quem é o inimigo do amor, Oneiros?
- Nós.
Os dois caminhavam sobre uma velha ponte que não era mais usada. O rio, protegido pela escuridão, não deixava que vissem o sangue fluindo entre suas margens. Gritos soavam como uma distante melodia regida por Saturno, que dominava o Firmamento aquela noite.
- Ainda não entendo seus caminhos, velho marujo.
- É porque não levam a lugar algum...
- Você deveria escrever o que vê.
- O que vejo está oculto. Além disso, não escrevo. Nunca irei me tornar escravo do verbo. – mirou os olhos negros ao céu – Aí está algo que realmente me desagrada, o verbo deveria nos servir, e não o contrário.
Longe dali, o fogo brincava entre a cidade, construções voltavam ao pó, tudo o que restou foi o pânico.
- Miguel... Logo estarão aqui. Você vai morrer.
Foi a primeira vez que Oneiros o chamou pelo nome.
- Não me importo, Oneiros. Só quero saber o que podemos fazer para isso parar de uma vez por todas.
- Não podemos fazer nada.
- Por que não?!
Os olhos de Oneiros refletiam a lua vermelha que brilhava sobre eles.
- Somos apenas tinta, Miguel. Apenas tinta...

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Ritorno

Aê.... Depois de tanto tempo, tomo vergonha na cara e atualizo a budega aqui.... XD

Primeiramente, a Semana do Tradutor... Cansou. =P
Palestra pra cá, mini-curso pra lá e um coffe-break e outro pra engordar.. ¬¬
Vi o João Azenha Jr., o cara que traduziu O mundo de sofia... \o/
Adorei a oficina de música inglesa que o Álvaro deu. Beatles!!!!
Enfim, foi muito boa a Semana, apesar de corrida.

Nos meus tempos livres só consegui postar no
R&G, que (espero) vocês devem estar acompanhando. Evitcha is perfect.
Quem sabe hoje mesmo não posto a continuação.... =D

Ah sim, para não ficar só no blábláblá, umas dicas de sites para vocês:

Kidrobot - Um site com uns toy arts muito bacaninhas, meu preferido é esse:

Karmaloop - Esse site gringo tem umas roupas que eu fiquei louco pra comprar... (ser estudante duro é foda). Uma marca legal para homens é a Artful Dodger. Dêem uma olhada pois vale a pena. ^^

Incomum - Encontrei esses links lá. Visitem também porque o site é bom. =D E acreditem, o bolo de microondas (tem no site) dá certo, e ainda fica bom!


Músicas, duas me vêm à cabeça. "Ouvam".

The Verve - Appalachian Springs

Não vou postar o vídeo do youtube graças à graaande ajuda do Blogger. Quem sabe depois eu edito, quando tiver com paciência... ¬¬

Regina Spektor - That Time

Essa eu vou postar a letra. XD

Hey remember the time when I found a human tooth down on Delancey
Hey remember that time we decided to kiss anywhere except the mouth
Hey remember that time when my favorite colors were pink and green
Hey remember that month when I only ate boxes of tangerines
So cheap and juicy, tangerines
Hey remember that time when I would only read Shakespeare
Hey remember that other time when I would only read the backs of cereal boxes
Hey remember that time I tried to save a pigeon with a broken wing
A street cat got him by morning and I had to bury pieces of his body in my building's playground
I thought I was going to be sick, I thought I was going to be sick
Hey remember that time when I would only smoke Parliaments
Hey remember that time when I would only smoke Marlboros
Hey remember that time when I would only smoke Camels
Hey remember that time when I was broke
I didn't care I just bummed from my friends
Bum, bum, bum, bum, bum...
Hey remember that time when you od'ed
Hey remember that other time when you od'ed for the second time
Well in the waiting room while waiting for news of you I hallucinated I could read your mind
And I was on a lot of shit too but what I saw, man, I tell you it was freaky, freaky

Nunca tinha ouvido a palavra "Marlboros" vocalizada de um jeito tão legal. =D

Ai, ai... Essa semana posto alguma outra obra minha. Poesia ou prosa? Comentem e escolham. ^^

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Sem tempo...

Gente, estou sem tempo pra postar coisas aqui no menteILOGIKA, mas consegui postar um capítulo no R&G. Quem puder dar uma passada lá e prestigiar, meu agradecimento antecipado.
Ah, e estou sem tempo devido à Semana do Tradutor. Depois comento sobre ela aqui no blog.
Abraços a todos.